A Purificação do Templo

A Purificação do TemploLesson 16

Êxodo 24:1-25:9

A História...

Nunca antes o Senhor se manifestou com tão poderosos sinais e maravilhas como quando libertou o povo de Israel da escravidão do Egito. Praga após praga caiu sobre o reino de faraó até que ele foi forçado a libertar seus cativos. Então o Senhor abriu o mar vermelho e conduziu a jovem nação à liberdade, enquanto afogava seus inimigos logo atrás deles.

Ao entrar no deserto, Deus surpreendeu muitos de seu povo ao conduzi-los para o sul — direção oposta à Terra Prometida. O Senhor sabia que antes que eles estivessem preparados para receber sua herança, deveriam se organizar e confiar nEle. Ao caminharem rumo ao Monte Sinai, Deus supriu cada uma de suas necessidades. Quando estavam com fome, Deus os alimentava com pão do céu. Quando estavam com sede, Deus fazia brotar água da rocha. Quando surpreendidos por inimigos, Deus lhes dava uma vitória gloriosa.

Finalmente os israelitas se acamparam ao pé da montanha. Lá, Deus fez algo que nunca tinha feito antes. Expressou — para que toda a nação ouvisse — Seu pacto, os dez mandamentos. Após Deus falar audivelmente Sua lei, chamou Moisés ao Monte Sinai para receber uma transcrição escrita em pedra. Mas Deus também deu algo mais a ele. Ao Moisés passar 40 dias e 40 noites no monte, recebeu instruções detalhadas para construir um lindo templo para Deus que pudesse ser transportado. Seria uma miniatura de Sua morada no céu. Esta única estrutura era uma lição objetiva tridimensional para o mundo todo do plano para nos salvar do pecado.

O Estudo

Preencha as lacunas após ler cada texto bíblico.
1. Daniel teve uma visão assombrosa na qual viu um carneiro com dois chifres (Daniel 8:1-4). Quem este carneiro representa?

1. Daniel teve uma visão assombrosa na qual viu um carneiro com dois chifres (Daniel 8:1-4). Quem este carneiro representa?


Daniel 8:20. Aquele carneiro com dois chifres, que viste, são os reis da Média e da __________.



Resposta:  ____________________

2. Em seguida, Daniel viu um bode com um grande chifre entre os olhos. O que isso significa?

2. Em seguida, Daniel viu um bode com um grande chifre entre os olhos. O que isso significa?


Daniel 8:21, 22. Mas o bode peludo é o rei da Grécia; o chifre grande entre os olhos é o primeiro rei; o ter sido quebrado, levantando-se quatro em lugar dele, significa que quatro reinos se levantarão deste povo, mas não com força igual à que ele tinha.


Resposta:  ____________________

Nota:

  O bode representa a Grécia e o grande chifre é um símbolo de seu primeiro
governador, Alexandre, o Grande. Os quatro chifres representam os quatro
generais que assumiram parte do império quando Alexandre morreu.

3. Logo, um chifre pequeno brota do meio dos quatro. Que poder esse “chifre pequeno” representa?

3. Logo, um chifre pequeno brota do meio dos quatro. Que poder esse “chifre pequeno” representa?


Atos 18:2. Lá, encontrou certo judeu chamado Áqüila, natural do Ponto, recentemente chegado da Itália, com Priscila, sua mulher, em vista de ter Cláudio decretado que todos os judeus se retirassem de __________. Paulo aproximou-se deles.

Resposta:  ____________________

Nota:

  Roma, tanto pagã quanto papal, representa o “chifre pequeno” que perseguiu
o povo de Deus, pisoteou as coisas sagradas e se levantou contra Jesus. Roma
é o único poder que veio depois da Grécia e se tornou excessivamente
grande.

4. Foi dito a Daniel que o chifre pequeno contaminaria o santuário. Quanto tempo duraria até que fosse purificado?

4. Foi dito a Daniel que o chifre pequeno contaminaria o santuário. Quanto tempo duraria até que fosse purificado?


Daniel 8:14. Ele me disse: Até duas mil e __________ tardes e manhãs; e o santuário será purificado.



Resposta:  ____________________

Nota:

  Esse período de 2.300 dias é o período mais longo da profecia bíblica, mas o
ponto de partida não é dado até o capítulo seguinte, em Daniel 9:25.

5. Como Daniel respondeu quando viu o poder do chifre pequeno perseguir o povo de Deus e encobrir a verdade?

5. Como Daniel respondeu quando viu o poder do chifre pequeno perseguir o povo de Deus e encobrir a verdade?


Daniel 8:27. Eu, Daniel, enfraqueci e estive __________ alguns dias; então, me levantei e tratei dos negócios do rei. Espantava-me com a visão, e não havia quem a entendesse.

Resposta:  ____________________

Nota:

  Daniel estava tão profundamente perturbado pelo que estava por vir ao povo
de Deus que desmaiou e ficou doente por alguns dias. Mas, inicialmente, nem
Daniel nem seus companheiros entenderam a parte da visão dos 2.300 dias.

6. No capítulo seguinte, o anjo explica a profecia com mais detalhes. De quanto tempo era o período não descrito anteriormente na visão?

6. No capítulo seguinte, o anjo explica a profecia com mais detalhes. De quanto tempo era o período não descrito anteriormente na visão?


Daniel 9:24. __________ semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna, para selar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos.


Resposta:  ____________________

Nota:

  Vários anos após a visão de Daniel sobre os 2.300 dias, um anjo do céu
voou velozmente ao seu encontro para ajudá-lo a entendê-la. O anjo
também ampliou a visão para incluir as 70 semanas proféticas que estavam
“determinadas”, ou atribuídas, aos judeus e à cidade de Jerusalém. Deus
estava dando à nação escolhida outra chance — uma oportunidade de 490
anos para cumprir seu propósito de apresentar o Messias ao mundo (Daniel
9:23, 24).

7. Qual era o ponto de partida para a profecia dos 2.300 dias e das 70 semanas?

7. Qual era o ponto de partida para a profecia dos 2.300 dias e das 70 semanas?


Daniel 9:25. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para __________ Jerusalém, até ao Ungido, ao Príncipe, sete semanas e sessenta e duas semanas; as praças e as circunvalações se re__________ão, mas em tempos angustiosos.


Resposta:  ____________________

Nota:

  O anjo disse a Daniel para contar a profecia dos 2.300 dias e das 70
semanas a partir do decreto para restaurar e reconstruir Jerusalém. Nessa
época, o povo de Deus estava em cativeiro no império persa. O decreto foi
feito no ano 7 do rei Artaxerxes, que começou a reinar em 464 a.C.
(Esdras 7:7). O decreto de Artaxerxes em 457 a.C. era o único que
especificava a restauração e reconstrução de Jerusalém.

8. O anjo disse que se fossem contadas 69 semanas a partir de 457 a.C., chegaríamos até ao Messias, o Príncipe. Isso realmente aconteceu?

8. O anjo disse que se fossem contadas 69 semanas a partir de 457 a.C., chegaríamos até ao Messias, o Príncipe. Isso realmente aconteceu?


Atos 10:37, 38. Vós conheceis a palavra que se divulgou por toda a Judéia, tendo começado desde a Galiléia, depois do batismo que João pregou. Como Deus __________ a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.


Resposta:  ____________________

Nota:

  Sim, aconteceu. Temos um milagre fantástico. Centenas de anos antes de
Jesus ser ungido com o Espírito Santo, os eventos já tinham sido preditos na
profecia! “Messias” é a palavra em hebraico para “ungido”, e a palavra
“Cristo” é o equivalente em grego. Lucas 3:21, 22 diz que essa unção
especial pelo Espírito Santo aconteceu em Seu batismo. Agora aqui está a
chave. Na profecia bíblica, um dia profético equivale a um ano literal
(Números 14:34; Ezequiel 4:6; Lucas 13:32). Somando 69 semanas, ou
483 dias proféticos (69 x 7 = 483), a 457 d.C., chegamos ao ano 27 d.C.
483 anos
+ 457 data de início (a.C.)
26 d.C.
+ 1 ano para 1 a.C. – 1 d.C. (não houve ano zero)
27 d.C.
Jesus começou Seu ministério como o Messias após Seu batismo em 27
d.C., exatamente 483 anos depois do decreto dado em 457 a.C. Foi por
isso que Jesus começou a pregar, após Seu batismo, que “O tempo está
cumprido, e o reino de Deus está próximo” (Marcos 1:15). Ele estava
falando do tempo profético em Daniel 9:25.

9. O que ia acontecer em seguida na profecia?

9. O que ia acontecer em seguida na profecia?


Daniel 9:26, 27. Depois das sessenta e duas semanas, será __________ o Ungido e já não estará; e o povo de um príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será num dilúvio, e até ao fim haverá guerra; desolações são determinadas.
27 Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele.

Resposta:  ____________________

Nota:

  A seguinte profecia predizia que Jesus seria “cortado” (Dn 9:26, ACF) ou
crucificado, na metade da última semana da profecia das 70 semanas.

Contando 3 anos e meio a partir de Sua unção no outono de 27 d.C.,
chegaremos à primavera do ano 34 d.C., que é precisamente quando Jesus
foi crucificado. No momento de Sua morte, o véu do templo se rasgou em
dois de cima a baixo (Mateus 27:50, 51), indicando que Jesus, com Sua
morte como cordeiro de Deus, tinha feito cessar o sistema de sacrifícios.
Consulte a linha do tempo abaixo:

457 a.C. d.C. 27
d.C. 31
d.C. 34
1 semana = 7 anos
70 semanas proféticas = 490 anos literais
69 semanas proféticas = 483 anos literais

10. Em favor de quem Jesus disse que os discípulos deveriam orar primeiro?

10. Em favor de quem Jesus disse que os discípulos deveriam orar primeiro?


Mateus 10:5, 6. A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes instruções: Não tomeis rumo aos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos; mas, de preferência, procurai as ovelhas perdidas da casa de __________.


Resposta:  ____________________

Nota:

  Jesus insistia que Seus discípulos orassem primeiro pelos judeus, porque eles
ainda tinham 3 anos e meio dos 490 anos de oportunidades para aceitar e
proclamar o Messias. A profecia de Daniel 9:27 dizia que Jesus confirmaria a
aliança, ou o grande plano da salvação com muitos, por uma semana
profética (sete anos literais). Mas Jesus foi crucificado na metade da última
semana designada para seu povo eleito, então, como Ele poderia confirmar
a aliança com eles após Sua morte? A resposta pode ser encontrada em
Hebreus 2:3: “Como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande
salvação? A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos
depois confirmada pelos que a ouviram”. Os discípulos de Jesus pregaram
aos judeus pelos 3 anos e meio restantes, até a nação rejeitar oficialmente a
mensagem do evangelho em 34 d.C., quando Estevão, um diácono justo,
foi apedrejado publicamente. (Ver suplemento intitulado “A semana
flutuante”).

11. Que advertência Deus deu ao Seu povo escolhido?

11. Que advertência Deus deu ao Seu povo escolhido?


Mateus 21:43. Portanto, vos digo que o reino de Deus vos será __________ e será entregue a um povo que lhe produza os respectivos frutos.


Resposta:  ____________________

Nota:

  Jesus deixou bem claro que a posição especial da nação judaica seria
revogada se o povo persistisse em rejeitar o Messias.

12. Então, qual é a outra “nação” mencionada por Jesus em Mateus 21:43, que se tornaria o povo escolhido?

12. Então, qual é a outra “nação” mencionada por Jesus em Mateus 21:43, que se tornaria o povo escolhido?


Gálatas 3:29. E, se sois de __________, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa.

Romanos 2:28, 29. Porque não é judeu quem o é apenas exteriormente, nem é circuncisão a que é somente na carne. Porém judeu é aquele que o é interiormente, e circuncisão, a que é do coração, no espírito, não segundo a letra, e cujo louvor não procede dos homens, mas de Deus.


Resposta:  ____________________

Nota:

  No ano 34 d.C., com o apedrejamento de Estevão (Atos 7:58, 59), a nação
judaica literal não era mais a única nação escolhida por Deus. Por resistirem
aos planos de Deus para eles, a nação de Israel não era mais o foco da
profecia para o tempo do fim. Agora, todos os que aceitarem a Jesus são
Seu povo escolhido e as promessas de Deus feitas ao Israel literal também
se aplicam ao Israel espiritual (Romanos 9:6-8).

13. De acordo com o anjo que falou com Daniel, o que aconteceria ao final dos 2.300 anos?

13. De acordo com o anjo que falou com Daniel, o que aconteceria ao final dos 2.300 anos?


Daniel 8:14. Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o __________ será purificado.

Resposta:  ____________________

Nota:

  Em 34 d.C., restavam 1.810 dias da profecia dos 2.300 dias. (Verifique as datas
no diagrama abaixo.) Adicionando 1.810 dias ao ano 34 d.C., chegaremos ao
outono de 1.844. O anjo disse que naquele tempo, o santuário celestial seria
purificado. (O santuário terrestre foi destruído no ano 70 d.C.) Jesus, nosso
sumo sacerdote no céu (Hebreus 4:14-16; 8:1-5), começou a remover os
registros de pecado do santuário celestial (Apocalipse 20:12; Atos 3:19-21) em
1844. Essa é a primeira fase do juízo, também chamado de juízo "pré-advento",
porque acontece antes da segunda vinda de Jesus.

14. Quais casos estão sendo considerados no juízo préadvento?

14. Quais casos estão sendo considerados no juízo préadvento?


1 Pedro 4:17. Porque a ocasião de começar o juízo pela __________ de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? (1 Pet. 4:17 ARA)


Resposta:  ____________________

Nota:

  A primeira fase do juízo considera apenas aqueles que afirmam ser filhos de
Deus.

15. Quem será examinado na primeira fase do juízo?

15. Quem será examinado na primeira fase do juízo?


Apocalipse 20:12. Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.

Eclesiastes 12:14. Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más.

Tiago 2:12. Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da __________.



Resposta:  ____________________

Nota:

  A evidência no juízo vem dos livros guardados no céu, que contêm todos os
detalhes da vida de uma pessoa. (Ver também Salmos 56:8.) Os Dez
Mandamentos, a lei de Deus, são as normas que Deus aplicará no juízo
(Apocalipse 22:14).

16. Deus é meu acusador no juízo?

16. Deus é meu acusador no juízo?


Apocalipse 12:9, 10. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama __________ e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.
Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.


Resposta:  ____________________

Nota:

  Não! Satanás é seu único acusador. Infelizmente, alguns cristãos pensam que
Jesus está tentando convencer o Pai de nos poupar durante o juízo, mas Jesus
disse: “O próprio Pai vos ama” (João 16:27).

17. Vou ter que enfrentar o juízo pré-advento sozinho?

17. Vou ter que enfrentar o juízo pré-advento sozinho?


A. __________ é nosso advogado (1 João 2:1).
B. __________ é nosso juiz (João 5:22).
C. __________ é nossa testemunha fiel e verdadeira (Apocalipse 3:14).

Resposta:  ____________________

Nota:

  Graças a Deus que não. No juízo, Jesus é o advogado, juiz e testemunha dos
cristãos. Se você viver para Jesus, não tem como se perder (Romanos 8:1;
Colossenses 1:12-14)!

18. Se Jesus é seu advogado no juízo, Ele promete ganhar o seu caso. Deseja entregar sua vida a Ele hoje?

18. Se Jesus é seu advogado no juízo, Ele promete ganhar o seu caso. Deseja entregar sua vida a Ele hoje?




Resposta:  ____________________

Suplemento


Suplemento

Esta seção traz informações adicionais para um estudo mais aprofundado.

A semana flutuante

Alguns estudantes da Bíblia separam a última semana (ou sete anos
literais) da profecia dos 490 anos dada a Daniel e a aplicam à obra do
anticristo no fim dos tempos e aos sete anos de tribulação. Não há apoio
bíblico para essa prática.

Vamos revisar alguns fatos:

A. A profecia dos 490 anos é um período de tempo contínuo, como
foram os 70 anos do exílio do povo de Deus mencionados em Daniel
9:2.

B. O ponto de partida para os últimos sete anos da profecia foi o
batismo de Jesus (27.d.C.). Foi por isso que Ele começou a pregar: “O
tempo está cumprido” (Marcos 1:15).

C. No momento de Sua morte na cruz, na primavera do ano 31 d.C.,
Jesus exclamou: “Está consumado”. O Salvador se referia claramente
às previsões de Sua morte feitas por Daniel no capítulo 9. São as
seguintes:

1. O “Messias” seria “cortado” ou crucificado (versículo 26, ACF).
2. Ele faria “cessar o sacrifício e a oferta de manjares”, morrendo por
todos, como o Cordeiro de Deus (versículo 27; 1 Coríntios 5:7;
15:3).

3. Ele iria “expiar a iniquidade” (versículo 24).
Sua vinda como o Messias prometido, no tempo certo, provou que
todas as datas da profecia dos 490 anos e dos 2.300 anos são perfeitas e
completas.

Name:

Email:

Prayer Request:


Share a Prayer Request
Name:

Email:

Bible Question:


Ask a Bible Question


Back To Top